''Crônica: Aquela morena''

Ahh, aquela morena que vem me receber de braços abertos, de peito aberto e mente aberta. Aquela morena de longos cabelos que entrelaçam-se aos ventos...

Mais tolerância, por favor!

Tolerar, verbo transitivo direto, significa: suportar com indulgência, aceitar. Uma palavra tão simples mas que muita gente ainda não entendeu (ou fingi que não)...

''Vamos falar de preconceito!'', por Amanda Rocco

Fale de preconceito E todo mundo vai negar... "O negro já tem muito direito E já é crime intolerar"...

''É possível ser feliz sozinho sim!''

É incrível ver a quantidade de pessoas que ultimamente imploram por amor ou por ser amadas. Essa falta de segurança em gostar de si mesmo vem trazendo consequências drásticas...

''Cordel: Entre agulhas e cabides'', por Amanda Rocco

5:30 levanta. Saindo de São Mateus, indo para Santa Cecília. Começa o trabalho na padaria, para garantir o pão de cada dia. Metade do que ela ganha, é para ajudar a família. ...

terça-feira, 24 de novembro de 2015

''Crônica: Aquela morena''



  Ahh, aquela morena que vem me receber de braços abertos, de peito aberto e mente aberta. Aquela morena de longos cabelos que entrelaçam-se aos ventos do meu abraço, do meu aconchego. do nosso entrelaço! Ah, sua simplicidade, calmaria, me contagia, como um simples fato, nato, sem embaraços. Como eu quero estar perto de ti, apenas por poder me permitir.
  Ahh, morena, teu jeito não há quem negue, das tuas pirraças, dos teus encantos, faria tudo outra vez e caía de prantos, com a certeza de que nada seria diferente, mas nem tudo sempre igual. Eu mergulho em você e me encontro na certeza de nunca te perder, ou de nunca me esconder; na certeza de que em teu dengo, suas maõs se entrelaçarão nas minhas, e que nunca as soltarei ou as deixarei.
  Ahh, esse teu jeito despojado, sem compromisso, sem medo do amanhã, com vontade do agora, sem demora, vem morena, nosso amor é hoje, vem ser merecedora do meu afeto, aquele que você sempre quis, sem mais, demais.
  Ahh morena, sua imensidão torna meus vícios mais claros, teus beijos mais intensos, teu abraço mais leve, ahh morena, me leve contigo até os confins desse mundo injusto, da maneira mais simples possível, você sabe que nossas emoções são boas e nossas loucuras também, não se pode gostar de ti, sem sensibilidade também. Esse riso sincero que contagia onde passa, domina de uma forma sutil, que ahh morena, só você tem esse dom, esse dom que faz inteiro pessoas pela metade.
  É, aquela morena sempre cativante, sorridente, anda por aí, com autenticidade e muita simplicidade, quem sabe algum dia sem devaneios, sem demoras, aquela morena venha, e me receba de braços abertos, de peito aberto, e mente aberta, como só ela sabe ser.

domingo, 8 de novembro de 2015

Mais tolerância, por favor!



   Tolerar, verbo transitivo direto, significa: suportar com indulgência, aceitar. Uma palavra tão simples mas que muita gente ainda não entendeu (ou fingi que não) o seu significado e sua importância na sociedade hoje em dia. Afinal, caso entendessem, o mundo não estaria tão ignorante e violento como está, não é mesmo?
  Nem sempre concordamos com a maneira de pensar ou de argumentar do outro, mas isso não te dá (nunca) direito algum de humilhar, julgar ou até mesmo agredir, de qualquer forma, a outra pessoa só porque a sua opinião não é a mesma que a dele ou dela! Ninguém tem a obrigação de concordar com você, assim como você não precisa concordar com tudo que lhe transmitem, mas existe algo que é essencial e obrigatório a qualquer pessoa: o respeito.
 Respeito com religiosos, de maneira geral, seja ele católico, evangélico, espírita, ou adepto ao candomblé, etc; respeito com a sexualidade, seja ela homossexual, heterossexual ou bissexual; respeito com os genêros, seja ele feminino, masculino ou transexual, e se você não gosta e tem intenções de ofender alguém, guarde isso pra você, porque ninguém é obrigado a ouvir opinião de intolerante, afinal só se constroe opinião quem tem informação, e garanto que a grande maioria das pessoas que possuem informação (e um cérebro) não são intolerantes e idiotas perante a sociedade.
 Quanto casos vemos todos os dias de atentados religiosos, preconceitos étnicos, assassinatos de homens, mulheres e crianças, simplesmente pelo fato de serem o que querem ser, afinal a vida é deles e não sua, porém, não são aceitos por radicais extremistas que não pensam em cuidar da própria vida!
 Reconhecer que você não é pior ou melhor do que ninguém, e que as pessoas são sim diferentes, te agradando ou não, é humano e moral, assim quanto mais você tomar consciência e ter tolerância ao outro, melhor será sua vida, aquela que deveria estar cuidando desde sempre, a sua, não a do outro! tolere, pois a compreensão leva a tolerância, e a tolerância gera paciência, responsável por melhorar o mundo.                  Um beijo, até mais!!



sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Cordel: ''Vamos falar de preconceito!'', por Amanda Rocco



 Fale de preconceito
 E todo mundo vai negar...
"O negro já tem muito direito
 E já é crime intolerar"

Para mim, despeito.
Basta querer enxergar
Isso tudo só é conceito
A prática é de lamentar.
Tratam como se fosse defeito.
Diariamente acontece, não é difícil presenciar
Cenas de desrespeito
Onde brancos, pela cor, acham que podem humilhar.
O guri fica sem jeito
Como se fosse suspeito
Pessoas em volta entregam o sentimento pelo olhar.

Século 21 mas não é difícil escutar
"Ih, mas casou com preto?"
"Vamos rezar, para a mãe puxar. "

Nasceu! Ela podia ser um pouco mais clara né!? Mas não dá para mudar.
Agora o cabelo... Ah... Vai ter que alisar!
E o nariz achatado!?
Ih pequena, vai te entregar.

No natal ganha boneca, mas nem adianta se alegrar
Afinal não há boneca que possa te representar.

Começa a estudar, escola particular
E da sua sala é a única negra
Não será fácil se encaixar.
Logo no primeiro mês, já dá para notar
Os "amiguinhos" apelidam, e não a deixam brincar.
Ela por medo prefere não falar.

Faz desenho no caderno
Para a professora admirar
Se desenha loira de olho azul
Ainda não consegue se amar.

Ela cresce
E ai? Será que vai conseguir namorar?
Para de comer tranqueira! Se não vai engordar... Já não é bonita, vai piorar...
Ela quer clarear, quer alisar, quer mudar...

Até que um dia ela para.

De pouquinho em pouquinho começa a se amar.
Percebe que o feio era o preconceito no ar.

Percebe que sua identidade
Possui força exemplar,
Firmada na coragem
É de se admirar.

Hoje, se perguntarem, ela não vai se calar.
De toda sua história ela pode se orgulhar.
Uma menina LINDA, cheia de luz para dar.
Por toda sua garra que teve para lutar, ela, daquela sala é a que mais pode ensinar.

Tal cordel eu fiz, por pura indignação.
Ninguém costuma falar "do dia seguinte da abolição".
As pessoas tapam os olhos e ouvidos perante tal situação.
Afinal é mais cômodo. À empatia dizem não.
O que acontece hoje é puro egoísmo.
Essa é a única conclusão.

E não venha de atrevido
É dever o respeito devido
Por tudo que os negros e as negras tem promovido.

                                                                                Amanda Rocco

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

''É possível ser feliz sozinho sim!''



  É incrível ver a quantidade de pessoas que ultimamente imploram por amor ou por ser amadas. Essa falta de segurança em gostar de si mesmo vem trazendo consequências drásticas para nossa sociedade que está buscando cada vez mais e mais preencher o seu mais íntimo vazio com amor implorado do outro ou da outra.
 O amor é algo tão leve, breve, que chega pra quem está distraído e não pra quem está obssecado em encontrar alguém! pois a verdadeira felicidade começa em você meu caro! Pare de procurar o que está pra chegar! Gostar da própria companhia é aprender a amar-se cada dia mais, pois enquanto você não for feliz sozinho, e não aceitar a sua companhia, não há ninguém que vai preencher esse vazio que você esqueceu de encher, encher de si mesmo, encher de amor.
 É possível sim ser feliz sozinho, pois quanto mais só, mais descobertas de si mesmo serão encontradas na única pessoa que deve preocupar-se em ser feliz: Você! Cuide da sua felicidade que aí sim você poderá transbordar-se de amor para outra pessoa.
 Tentar não se comparar com fulano de tal que namora há 10 anos também é uma maneira de ser mais feliz, pois a vida de fulano não tem que ser igual a sua! Relacionamentos se constroem na base de amizade, compreensão e acima de tudo, respeito, e não de fachadas, curtidas, status e carências pessoais.
 Busque gostar primeiro da sua companhia pra que depois, outra pessoa se interesse por você, caso contrário, seu relacionamento só será mais um baseado naquilo que você quer mostrar para os outros e não para si mesmo! Seja feliz sozinho (a)!!
                                   Um beijo, até mais!

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

''Cordel: Entre agulhas e cabides'', por Amanda Rocco



5:30 levanta. Saindo de São Mateus, indo para Santa Cecília. 
Começa o trabalho na padaria, para garantir o pão de cada dia. Metade do que ela ganha, é para ajudar a família. 
As 17 chega em casa, se arruma para escola, a vida é a maior correria. 

Só relaxa de sábado. Geralmente almoça com o pai, porque a mãe trabalha no mercado. 

Naquele dia o pai que vive calado, resolveu puxar um papo.
O que está acontecendo? 
Com uma puta cara de preocupado. 
Todas as suas amigas tem namorado! 

Pai você está louco, para de ser exagerado. 
Comigo não tem nada de errado. 
Maria está aqui na frente, o próximo ônibus é demorado, e nesta festa não entra quem chega atrasado.

É claro que era só uma desculpa.

Na festa Maria já entrou pedindo dose dupla. 
Joana preferiu ir com calma, pediu aquele tal de Cuba....

"Joana!!!! Tchutuhuca" Disse Guilherme, ele era bonitinho, e aparentemente tinha uma boa conduta. 
Eles já tinham ficado 5 vezes, o que mudaria ficar mais uma? 

Era uma festa em casa, eles foram pro quarto. 
Guilherme queria algo a mais do que o planejado...

Joana até tinha uma certa curiosidade, faltava um ano para sua maioridade, mas ela não queria vulgaridade, então disse que fazia se houvesse honestidade, se houvesse um namoro de verdade... 
Ele prometeu com futilidade, disse  que ela era sua prioridade, que já não era questão de amizade, já tinha até jurado fidelidade. 
Na real, depois do discurso do pai) Joana queria mostrar um namoro para sociedade, ela queria provar a sua sexualidade, imagina se na família fosse ela um caso de homosexualidade? 
Ela não estava tão a vontade, nem com tanta vontade, mas dentro de si era mais forte a...vaidade...  
Porque recusar aquela oportunidade se daria em um namoro e até havia uma certa afinidade?! 

Ela começou a tirar a saia,  mas ele puxou, e saiu junto sua calcinha; ela viu ele desabotoando sua bermuda com brutalidade e pediu angustiada para que ele usasse camisinha. 
"Que camisinha, o que!? Eu tiro quando eu for gozar!"
Ele não foi carinhoso, nem devagar. 
Joana sentiu dor, uma hora até chegou a gritar. 
Ela queria saber porque ele fazia com tanta força, mas prefiro se calar. 

Depois do ato, até parece cômico, guilherme se vestiu, sorriu e saiu, rapidamente.
Joana secou uma lágrima, não sei bem o que se passava em sua mente, talvez ela estivesse se sentindo usada... Enfim, a cena era deprimente.

Os dias passaram, e tinha alguma coisa diferente.


Ai meu Deus. 


Não tinha sangue no absorvente. 
Correu para farmácia. 
Ela sabia que dá sua urina ela estava dependente. E se o resultado fosse positivo, a sua vida teria mudado drasticamente. 

Ligou para Maria, menina que até então era sua melhor amiga, e sempre dava conselhos com sabedoria.  Depois de escutar a história ela jurou segredo, mas quanta ironia, chamou Joana de vadia. 
Segredo coisa nenhuma. 
Jura segredo? Juro! 
Jura segredo? Juro! 
Umas 30 pessoas já tinham jurado segredo, parece até hipocrisia.

Vadia.
Inconsequente.
Irresponsável.
Vadia.
Piriguete.
Ordinária.
Vadia.
Menina sem escrúpulos, cadê a responsabilidade, estava bom na hora da orgia?

Nostalgia. 

E Guilherme? 

A humilhou. 
"Guilherme o filho é seu"
Ele negou.

Depois de uma longa conversa, quando a real ele sacou, teve uma inusitada ideia... 
Ele vazou. Sumiu. Se mandou. 

Safada e dissimulada. Essa menina é uma rodada. 
Os adjetivos não paravam, Joana estava abalada! 

"Ei quanto é a retirada!? 2100? Eu não tenho essa porrada" 

Na manhã seguinte foi encontrada, no seu quarto pelada. 
A menina doce e humilde, com as pernas abertas, uma agulha de tricô e um pedaço de cabide. 

Diante tal relato, vou dar a minha opinião. Não sobre o aborto... Sobre a legalização.
O aborto acontece, essa é a conclusão.
Os homens abortam diariamente e ninguém presta atenção.
As ricas pagam e sobrevivem, as pobres não! 

Amanda Rocco, 16

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

''Crônica: A sua maneira''



  Sim, ela dormiu no calor dos meu braços, mas eu tinha certeza que isso já não era um sonho, até porque sentir aquele perfume todos os dias da mulher que mais amo, era algo inexplicável, algo que eu nunca enjoaria de sentir, e aqueles olhos escuros me fitando como sempre, era algo inconfundível, que só ela sabe fazer.
  Claro que ela tem seus jeitos, seus defeitos, seus encantos e desencantos, que pra mim, são sempre na medida certa. Acordar e já sentir o cheiro do café que ela tem orgulho de ter feito sozinha, é um de seus encantos que eu a admiro dos pés a cabeça, e como a admiro...Acordar sabendo que de prontidão ela já estará ali para me receber com o maior e mais caloroso bom dia do mundo, me faz pensar, como eu tenho sorte de ter encontrado a mulher da minha vida, como tenho sorte de tê-la na mais simplicidade e sutileza que uma mulher pode ser.
  Deus me livre de um relacionamento moderno em que as coisas acontecem instantaneamente e sem amor, porque com ela, cada passo, cada beijo, é no nosso tempo, no nosso momento, sem devaneios, preconceitos e pressionamentos, só nós. Nada como um amor simples, como o que ela tem a oferecer, um amor calmo, tranquilo, sereno, que traz paz até pros mal amados.
  Ah, essa sua maneira de implicar com meus pés sujos no colchão, ou ficar brava quando deixo o cabelo desarrumado quando vamos visitar seus pais, se você soubesse como as acho tão desnecessárias, pararia de deixar seus fios de cabelo pelo chão depois do banho, até porque quando te olho só com meu moletom e com os cabelos molhados, meu Deus, isso recompensa qualquer discussão ou teimosia.
  Realmente, você tem suas manias, mas com certeza eu seria um homem pela metade se não houvesse você pra me mostrar o lado bom e simples da vida, esse lado que de certa maneira me completa, ahh, se você soubesse que essa sua maneira faz com que eu te admire cada vez mais, afinal, é desse seu jeitinho simples, que me fez gostar de você, um brinde á nossa maneira de amar, afinal, eu já cai em suas armadilhas de amor...

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Espere mais de si mesmo, do que dos outros!



   Vivemos num mundo em que criamos muitas expectativas em relação aos outros, que acabamos esquecendo de colocá-las em nós mesmos! ''Expectativa'' é um substantivo feminino que significa ''esperar a ocorrência de algo, probabilidade'', e nos remete a ideia de colocar esperança em algo ou alguém que muitas vezes não vale a pena!
   É tão engraçado ver que em nossa sociedade as pessoas cobram tanto das outras, que esquecem de olhar pra elas mesmas e ver o que realmente está faltando nelas, e muitas vezes essa cobrança exagerada do outro é a falta de esperança em nós mesmos que julgamos e cobramos de outras pessoas.
  Não fique esperando o outro te dar um sorriso, vai lá e sorri pra ele, com vontade! Não fique esperando uma mensagem/ligação de alguém, quando você está fechado pro mundo! Não fique esperando o futuro mudar sua vida, quando este é consequência do presente! Ao invés de ficar esperando, esperando, esperando, vai lá e faça acontecer! São dos pequenos passos que surgem grandes corridas!
  A gente se decepciona muito, de quem a gente espera demais, e porque não esperar mais de nós mesmos? Não espere o outro fazer algo por você, apenas faça, mas faça porque você quer, quer se surpreender, quer fazer acontecer, põe essa expectativa em você, que os outros vão reconhecer a pessoa esperançosa que você é!
  A sua felicidade não está nas maõs dos outros, está na sua, não fique esperando que outro possa mudar quando a pessoa que tem que mudar é você! Ao invés de ficar esperando o dinheiro cair do céu, busque o merecimento e a oportunidade pra ganhá-lo. É difícil querer um ano-novo quando a pessoa que ainda está ai é velha e igual. Não fique esperando que o outro concorde com você, porque todos possuem opiniões e argumentos diferentes, individuais.
  Espere mais de si mesmo que você verá quantas oportunidades boas surgirão pra você, porque quando acreditamos no nosso potencial, e colocamos expectativa em nós mesmos, aquela expectativa frustrada em relação ao outro não será mais nada pra quem tem certeza do que é.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Lançamento + Resenha do livro: ''Eu odeio te amar'', da Liliane Prata



                                                                                               (fonte: acervo pessoal da autora)

  Oii gente!! Nessa última quinta-feira em São Paulo, houve o lançamento do livro: ''Eu odeio te amar'' da incrível jornalista e filósofa Liliane Prata, que vocês já sabem que eu adoro! O lançamento foi no shopping Pátio Paulista na capital, e a autora atendeu os leitores com muito carinho e dedicação, sempre conversando e tirando fotos com todos que estavam presente!

  

    A autora ainda bateu um papo comigo e com minha tia que foi ao evento comigo, falou sobre o livro e sua filha Valentina, e até disse sobre como contou em uma ''versão'' mais infantil a história do livro para a filha, que também estava lá! E não pude deixar de tirar uma foto com essa fofura e inteligentíssima (e exigente) garota!


No final, encontrei também a Cintia Freitas, do canal Cintia Disse, link do canal dela aqui: https://www.youtube.com/user/Cintiadisse que também tirou foto e foi super simpática! E ela escreveu também na orelha no livro comentando o que achou da obra!



RESENHA:
 Terminei hoje o livro, que conta a história de Débora, (aquela do diário de Débora 1 e 2) que já está adulta e prestes a se casar, quando algo terrível acontece, e ela vai querer realizar um plano vingativo ao longo da história! O livro é detalhista e tem uma linguagem leve demaaaais, gostoso de ler, bem fluida e engraçada, já que a personagem Débora é toda maluca, ansiosa, e confusa! Ao longo da história ela conhece outras personagens do seu trabalho novo que tem envolvimento importante na história, que trata temas diversos como: ética, fidelidade, moralidade e principalmente a vida amorosa dos casais dessa geração tecnológica, e a consequência que as redes sociais podem trazer! mostrando ''gírias'' e fatos do cotidiano que nos encaixamos perfeitamente bem! O final é surpreendente e engraçado, e adoro a reflexão que a autora traz nesse livro!

Sobre o livro:
Título: Eu odeio te amar- meu plano maluco para dar a volta por cima
Autora: Liliane Prata
Editora: Guttenberg
Gênero: Romance brasileiro
Nota: 5 estrelas

Bom gente, espero que tenham gostado,e me contem aqui nos comentários se já leram algum livro da Liliane, ou se tem curiosidade para ler, enfim! sintam-se a vontade! beijão e até mais!







quinta-feira, 13 de agosto de 2015

''A ideologia de gênero''



  Há atualmente uma questão que deve ser mais discutida, ela está super presente no dia a dia, completamente relacionada com a escola e com a família. A identidade de gênero. 
  O termo orientação sexual se refere a como a pessoa se sente em relação à afetividade e sexualidade. Já a identidade de gênero faz referência a como cada um se reconhece dentro dos padrões de gênero estabelecidos socialmente. Isso por vezes não é tolerado, muito menos aceito.
  O assunto é, se pensarmos que de acordo com a legislação brasileira, o Ensino Fundamental é obrigatório, poderemos supor que, ao menos em tese, todas as crianças e os/as adolescentes frequentam a escola em algum momento da sua vida. Sendo assim, a diversidade cultural, sexual, social, étnico-racial, entre outras, está extremamente presente na escola, que precisa encontrar novas maneiras de lidar com as diferenças e mostrar que elas existem, sem que a diversidade se transforme em motivos de preconceito ou discriminação. 
  Ao meu ver, é extremamente necessário que esses assuntos sejam discutidos nas escolas que é um lugar de aprendizado. Assim, as crianças e jovens saberiam lidar melhor com essa diversidade que existe na sociedade, rescindindo cada vez mais o preconceito que ainda é muito grande no Brasil.  
  Outro ponto é que ao meu ver, as escolas não deveriam seguir esse padrão estereotipado que há.        Porque roupa de menina é rosa, e de menino é azul? Já pensaram em algum motivo que explique o porque que brincar com carrinho  é especificamente brincadeira de meninos, e brincar com panelinhas é especificamente brincadeira de menina? E em grande parte das escolas o ballet e o futebol fazem parte da rotina, mas você não pode escolher qual quer fazer, porque já está decidido que menina não joga futebol e vice-versa?
  Quem foi que disse isso? Quando é que decidiram o que é certo e o que é errado? O seu modo de pesar não é o mesmo que o meu. O meu modo de agir não é o mesmo que o seu. O seu jeito de se vestir não é o mesmo que o meu. O meu jeito de amar não é o mesmo que o seu. Há diversidade, e mesmo você fazendo tudo diferente de mim eu te respeito. 
  Sabemos que esses conceitos formados e tão utilizados hoje em dia, muitas vezes são fundados em casa. Crianças podem aprender atitudes homofóbicas de seus pais, mas as escolas devem fazer todo o possível para combater os estereótipos negativos e promover a aceitação. 
  Argumentos religiosos não devem entrar no assunto, afinal o Brasil é um país laico, onde cada um tem o direito de escolher sua crença.  Afinal de contas, nem todo mundo é igual (graças a deus). 
                                                            Amanda Rocco, estudante, e nova colaboradora oficial do blog.




quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Crônica: ''Ela só quer ser livre!''



   Hoje ela acordou com uma vontade incrível de ser ela, mas não o que os outros pensam e querem que ela seja, e sim o que ela quer pensar de si, sem pressão, sem medo, sem receio, sem devaneio, porque ela não faz rodeios.
  Tem medo de estar presa, já que possui os melhores pares de asas pra voar, pelo mundo, pela vida, pelos seus braços, e quem sabe é o que ela mais quer acima de tudo.
  Não foge das complicações da vida, afinal ela já é uma, mas foge de tudo que a prende. Tenta fugir do amor, mas está presa em seus sentimentos, quer liberdade para amar, mas se prende aos amores perdidos, dos que foram, dos que são e dos que ainda virão.
  Ela só quer ser livre, livre de escolhas, livre de amores, livre de dores, livre de se sentir livre, livre pra espalhar sorrisos por ai. talvez essa liberdade seja o que mais a preocupa, que quem sabe ainda chegará, ou já está lá há muito tempo e só ela não viu, ou fingi que não a encontrou, porque até lá, ela pode (e vai) ser quem e o que ela quiser, e o seu autodescobrimento é tudo que ela precisa nesse momento, e desculpa se ela não te ligar de volta, ou te deixar feito bobo na linha de espera, é que ela não tem tempo certo pra retornar.
   Mas relaxa, que uma hora ela atende, e você não precisará mais deixar um recado na caixa postal, porque pode ter certeza, que quando ela encontrar essa liberdade, e sentir pronta, ela te procurará pessoalmente, mas por enquanto deixa ela voar por aí...  (e vai)

segunda-feira, 27 de julho de 2015

''Um brinde ao passado...''



   Se me dissessem algum dia que eu iria passar por tantos obstáculos, por tantas barreiras e tombos, provavelmente teria duvidado muito disso, não pelo fato de achar que minha vida estava perfeita, mas pelo fato de pensar que nada de ruim podia me acontecer, o aconchego e simplicidade que tinha na infância passou, assim como o choro, o sofrimento, a mágoa, tudo passou, e se eu pudesse mandar uma carta ao meu passado, simplesmente diria: um muito obrigada!!! Obrigada por me fazer a pessoa forte que sou hoje, pois se não fossem os tropeços e choros de ontem, ainda seríamos seres humanos fracos e frágeis (ainda somos um pouco) que por qualquer coisa correm para o braço dos pais ou simplesmente desistem com medo do que está por vir.
   Se não fossem as decepções que passei, não teria sido madura suficiente pra aprender em quem realmente confiar...Se não fossem os fins de relacionamentos (muitas vezes que ainda doem) não saberia por qual tipo de pessoa devo passar bem longe no futuro, se não fossem os ''nãos'' que levamos dos pais, da vida, e até aqueles da balada, nos acharíamos os donos do mundo, aqueles que não aceitam ser rejeitados, e esquecem que este simples advérbio de negação significa muito em nossas vidas, e sabe porque? Porque o não faz a gente crescer, faz a gente descobrir que a vida não é como queremos e sim como o destino quer, e acredite ou não, um simples não pode mudar seu dia, ou até mesmo sua vida.
    É tão satisfatório olhar para o passado, e sentir-se tão diferente, mas de forma gostosa, leve, sentir-se pronto e muito mais forte para suportar o que está por vir, é tão boa aquela sensação de não ter se arrependido de nada, devido as escolhas que foram  feitas, seja naquele momento ou com aquela pessoa. É tão bom estar com aquela sensação de paz consigo mesmo, aquela sensação de fluidez e leveza, que aguarda ansiosamente pelo futuro, mas que jamais deixa de aproveitar o presente e nunca esquece as lições que tirou do passado, Ahh o passado, mais uma vez, um muito obrigada, por me ensinar que posso aprender muito com você, um brinde ao passado! E que venha o futuro!. Com amor, Bia Maria.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Crônica: ''É assim que a gente se entende...''




   Volta e meia você me olha com cara de quem não quer nada, com cara de quem merece tudo, e que não facilita o jogo, cara de quem sabe como jogar, e consegue fazer qualquer uma ficar caidinha em seu jogo. E que jogo de cintura. Só facilita um pouco pra mim, deixa eu jogar também, só não vem me trapacear.
   Você me olha, e só de olhar já sei o que procura: alguém pra te chamar de sua, sua amiga namorada, sua parceira companheira, sua menina mulher...Fácil não vai ser, nunca foi, impossível também não, porque esse aí já diziam que é só questão de opinião. Quem disse que querer não é poder? Se você quer, já é meio caminho andado pra poder ter o que quiser...pode ser eu, pode ser nós, pode ser tudo entre lençóis, entre abraços, amores e sabores, pode ser tudo com você. Me quer por perto? então faça sua companhia ser mais valiosa que uma noite com amigos. Faça com que aquele filme não seja apenas mais um filme qualquer, e sim o nosso filme, a nossa sintonia, a nossa lembrança, faça eu ter prazer de estar em sua companhia.
   Permita-se ser par ao invés de continuar ímpar, faça com que dê certo dessa vez, permita-se arranjar tempo necessário pra dar certo, acredita um pouquinho, em mim, quem sabe em nós, acredita no que virá, cadê a confiança que me conquistou só com um olhar? 
   É, eu to querendo que dê certo, você também quer, se não quisesse não viria me buscar numa terça-feira chuvosa no ponto de ônibus...ahhh, mas e o medo de fazer tudo igual, te leva ao receio desastroso de me perder, de nós perder, de se perder, mas a gente se encontra no final, seja desta ou da próxima vida, você sabe que sempre vai dar tudo certo, e se não der? ahh, a gente tenta de novo, e de novo, e de novo...afinal, é assim que a gente se entende.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Playlist para ouvir nas férias!




  Oii gente!! Já faz um tempinho que não faço post de playlist, e hoje resolvi montar pra vocês uma  para ouvir durante as férias! Seja na estrada, na praia, no campo, ou pra você que está ai em casa, o importante é curtir as músicas e conhecer novos artistas que ainda não conhece! Bora ver então?


1- Love me like you do- Ellie Goulding:


Adoro essa música! Ela tem uma pegada romântica mas que dá vontade de ouvir várias vezes, e é bem o tipo de música que dá aquela sensação de felicidade quando ouvimos no carro, preferencialmente. Não preciso nem falar sobre a Ellie, que é uma artista incrível e com uma baita voz!




2- Live your life- T.I feat. Rihanna:


Essa é das antigas, mas não canso de ouvir, e com certeza é uma das minhas preferidas:




3- Lovers on the sun- David guetta feat. Sam Martin:

 Essa música lembra muito o clima de agitação das cidades, e é ótima para ouvir nas férias também!




4- Animals- Maroon 5:


 Outra música que adoro, e que tem uma pegada pop incrível, bem do jeito Maroon 5 de ser!







5- De repente califórnia- Lulu Santos:

Outra música que adoro, e é super gostosa de ouvir nas férias é essa, que com certeza combina muito com o clima praiano:


 E ai, o que acharam? Me contem nos comentários outras músicas que vocês também amam ouvir nas férias! Um beijo, até mais!!


domingo, 12 de julho de 2015

Impressionar, ou ser impressionado?



  É tão louco viver num mundo que muita gente vive só pra impressionar, ou melhor, ''pra bajular'', perdendo cada vez mais aquele gostinho de ser natural, e a transparência acaba indo embora, e muitas pessoas vão se afundando cada vez mais num mundo falso, e muito bajulador, que já está ficando muito enjoativo, com mais sorrisos amarelos do que brancos, no sentido figurado, claro. Pois bem, cadê a transparência desses seres? Guardada numa mala junto com sua honra, só pode...
  Quando você é transparente, não tem medo de pedir aquele hambúrguer vegetariano que você adora, com medo do que seus amigos que sempre pedem X-tudo vão dizer. Você não tem medo de dizer que quer sim ficar em casa numa sexta-feira a noite se afundando em filmes e séries ao invés de ir pra balada se afundar na pegação. Você não tem medo de dizer que prefere mil vezes aquele ator nada bonito do que um Brad Pitt da vida. Você não liga se dessa vez vai ser sua namorada ou sua mãe que vai escolher o lugar que vocês vão. E sabe por que? Porque pessoas assim não se preocupam em (im)pressionar, e sim ser impressionado, deixar que o momento e a transparência das coisas da vida aconteçam.
  Pessoas bajuladoras e que vivem pra impressionar, são muito chatas, parece que fazem o que fazem não por gostar, mas sim por receber vantagem ou querer ser melhor, tirar proveito de situações, etc. Vejo muito isso em ''amizades'',  uma coisa ''forjada'', que não é por amor ou carinho pela pessoa, mas sim pra mostrar que ''fulano de tal é mais meu amigo que fulana'', ou até mesmo: ''comprei isso pra fulana, pra ela gostar mais de mim''.Amizades e relacionamentos não se compram, eles acontecem da maneira mais natural possível.
 Não estou dizendo que todas amizades, e qualquer tipo de relacionamentos são assim, mas o que quero dizer aqui é: todo mundo tem em seu círculo de vida uma (ou mais) pessoa assim, ou já passou por situações semelhantes, e é bem ridículo não é? Claro que elogiar não é bajular, todo mundo gosta de ser elogiado e valorizado pelo que faz, mas tem gente que não sabe quando parar, ou sabe, mas continua insistindo nessa coisa de querer sempre impressionar, bajulando o outro,
 Tem uma frase que eu adoro, que diz: ''Feliz aquele que aprende a admirar, mas não invejar; seguir mas não imitar; elogiar, mas não bajular; liderar, mas não manipular''. Quem escreveu isso merece um prêmio, juro! É exatamente a transparênia de admirar, de seguir, de elogiar e de liderar, que te fará ter uma amizade verdadeira, com pessoas que sabem te impressionar da maneira certa, sem bajulações. Porque o que é verdeiro te impressiona naturalmente.
    Um beijo, e até mais!!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

''Resenha do Livro: Cidades de Papel, do John Green''




Ficha do livro:
Nome: Cidades de papel
Autor: John Green
Gênero: Ficção americana
Número de páginas: 361, na versão brasileira da editora Intrínseca.
Onde comprar: http://www.submarino.com.br/produto/114632292/livro-cidades-de-papel

  Oii gente! Decidi fazer a resenha desse livro que eu adoro, porque quando li, em julho do ano passado, passava por um período conturbado e tudo mais, e pela indicação de uma amiga comprei esse livro e me apaixonei!
  Em cidades de papel, conta-se a história de Quentin Jacobsen, um adolescente comum, que tem desde sempre uma paixão platônica pela vizinha, Margo Roth Spiegelman, até que um dia ela invade o quarto de Quentin, convocando-o a ajudá-la a realizar um plano de vingança, que ele aceita, e a partir dai sua vida muda completamente, e diversas situações embaraçosas acontecem nessa noite, até que no dia seguinte Margo desaparece, iniciando a investigação de um mistério, que claro, Quentin quer descobrir, seguindo pistas do que ele conhecia em Margo.
  Ele inicia o livro com um parágrafo marcante, dizendo: ''Na minha opinião todo mundo tem seu milagre. Por exemplo, muito provavelmente eu nunca vou ser atingido por um raio, nem ganhar o prêmio Nobel, nem ter um câncer terminal de ouvido. Mas, se você levar em conta todos os eventos improváveis, é  possível que pelo menos um deles vá acontecer a cada um de nós. Eu poderia ter presenciado uma chuva de sapos, poderia ter me casado com a rainha da Inglaterra ou sobrevivido meses á deriva no mar. Mas meu milagre foi o seguinte: De todas as casas em todos os condados da Flórida, eu era vizinho de Margo Roth Spiegelman.''
  Não vou dar muuito spoiler, mas posso dizer que a linguagem do livro é bem leve, daquelas que fluem rapidinho, além de ser um livro que você quer acabar rápido para saber o que acontece no final, mas ao mesmo tempo você não quer terminar de tão incrível que a história e os personagens são! O final é surpreendente e não tanto tradicional, mas a história em si faz a gente refletir bastante sobre os relacionamentos de hoje em dia, tanto em namoro, quanto com os pais, além de tirar umas boas risadas.
  Se eu pudesse avaliar o livro de 0-10, daria 9, não pelos personagens, mas sim pelo final que eu teria feito umas modificações! Mas como se trata de John Green, é difícil não se surpreender ou não gostar tanto do final. Recomendo esse livro e tenho certeza que vocês vão gostar! Ahh, o filme estreia hoje, dia 9 de julho nos cinemas, então dá pra aproveitar e já ver o filme pra ter uma noção do que será o livro, já que as críticas foram positivas, e muita gente achou o filme melhor que a obra em si, e até mesmo melhor que o outro título famoso do autor: ''A culpa é das estrelas''.
  Bom gente, espero que tenham gostado, não esqueçam de comentar aqui embaixo o que acharam da resenha, se já conheciam a obra do autor, ou se já leram algum outro título... Ah, se quiserem fazer alguma sugestão de resenha de qualquer outro livro dele aqui, podem comentar também! Um beijo, até mais!!

quinta-feira, 2 de julho de 2015

''Top 5: Filmes Brasileiros''






   Oii gente!! Muitas pessoas não gostam ou julgam os filmes brasileiros, como ruins, sem graça ou imitação dos filmes americanos! E tem aqueles (tipo eu) que amam filmes brasileiros e que valorizam a cultura do país mesmo não sendo uma das melhores. Por isso resolvi criar esse post para quebrar esse paradigma e escolhi 5 filmes brasileiros (entra dezenas) que mais gosto, e você pode dar também uma chance e gostar, basta tirar esse preconceito da cabeça! Só me promete que vai tentar assistir pelo menos uns dois tá?! Brincadeiras a parte, vamos a lista, espero que gostem!! (Obs: tentei não colocar os filmes clássicos como ''Cidade de Deus'' ou ''Tropa de Elite'' que a maioria conhece né?!)


1- Qualquer gato vira lata:

 A-M-O muuito esse filme! É uma comédia romântica que conta a história da Tati, uma mulher incrível, que ama mais seu namorado do que ele a ama. Após ele terminar com ela, pra tentar superar esse fim, ela conhece o professor de biologia Conrado que a usará como ''cobaia'' para provar como ela pode reconquistar o amor de Marcelo que é um tremendo galinha e nem liga mais pra Tati. Só que ao longo da história muita coisa vai mudando e o final é incrível, juro! 






2- Olga:


Esse filme sensacional e histórico conta a história de Olga Benário, judia, comunista, mulher de Prestes que durante a ditadura de Vargas foi enviada para a Alemanha nazista, e grávida de Luís Carlos prestes, têm sua filha, mas foi tirada de seus braços. Gosto muito desse filme, porque ele retrata bem detalhadamente essa cruel realidade que muitas pessoas já passaram. O final é triste, óbvio, pois esse período em si foi bem cruel, mas vale a pena assistir pra justamente ter uma noção do que aconteceu naquela época que foi censurado pela mídia.





3- O Homem Do Futuro


Outro filme brasileiro incrível é: O homem do futuro, que é uma ficção cientifica romântica que conta a história de João ''zero'' um físico brilhante que deseja mudar o seu passado construindo uma máquina do tempo, só que essas transições entre ''passado'' e ''presente'' trazem consequências que ele jamais poderá reparar. O filme é muito bom, e te faz refletir bastante sobre querer ou não mudar o passado e faz juz á frase ''tinha que acontecer'', o filme também é protagonizado por Wagner Moura o que faz o filme ser mais engraçado e original.





4-  O tempo e o vento:


Outro filme que adoro é essa adaptação do livro de Érico Veríssimo, que narra a história de Ana Terra e suas próximas gerações, marcada por conflitos, brigas, mortes e muito amor! Gosto muito desse filme porque a história em si é maravilhosa e surpreendente, narrando diversas aventuras do capitão Rodrigo, que particularmente eu amo, que é interpretado por Thiago Lacerda. O elenco conta com atores excelentes como Fernanda Montenegro, Marjorie Estiano, Cléo Pires e muitos outros atores que deixam o filme mais autêntico e incrível





5- Assalto ao banco central:


Outro filme brasileiro que adoro é o: Assalto ao banco central; baseado em fatos reais, que mostra o assalto que fizeram em Fortaleza por volta de 2005, sendo o segundo maior assalto do mundo através da escavação de um túnel que facilitaria a entrada ao banco central, o assalto rendeu cerca de 164 milhões de reais, e o filme mostra a possível ação dos bandidos de maneira real e que se torna quase impossível de acreditar! Se você é daqueles que adora filme de ação com certo suspense, esse vale a pena assistir!




 E ai o que acharam? Já conheciam esses, ou incluiria mais algum? Eu colocaria mais uns 15 que adoro hahaha mas esse post só terminaria amanhã! Me contem o que acharam aqui nos comentários!! Um beijo, até mais!









domingo, 28 de junho de 2015

''Maioridade penal: Quando o governo quer combater o efeito e não a causa.''






   Atualmente, a questão da redução da maioridade penal no Brasil, vem sendo fortemente discutida em virtude do descontentamento da população em relação ao número da criminalidade brasileira praticada por menores infratores saírem ''impunes''. Há diversas controvérsias e posicionamentos nesse tema, Muitos apoiam a redução alegando que é o único jeito desses menores aprenderam a ser cidadãos; e outros nem tanto já que possuem outros meios a serem destacados e elaborados além da prisão do menor. A câmara aprovou no dia 17 de junho a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos em crimes hediondos (como estupro, latrocínio e homicídio qualificado) . 
  Sou totalmente contra a redução da maioridade penal, por diversos motivos mas dentre eles posso dizer que: O sistema carcerário do país é PÉSSIMO, imagina com um número maior de detentos? Além de que há outros caminhos que levam á prática de crimes: falta de ensino de qualidade, participação dos pais na vida da criança e do adolescente, dentre muitos outros fatores que nos faz crer que reduzir a maioridade não é a solução mas sim um adiantamento dos problemas sociais que já existem no país há certo tempo.
 Trouxe hoje a opinião de duas leitoras que são contra a redução da maioridade penal, e também vou deixar o link de um site que mostra 18 motivos para ser contra a redução da maioridade penal, que faz todo sentido para aqueles que não sabem do assunto e julgam ''prender'' a solução.

''Redução da maioridade penal é a solução?
Primeiramente é legal informar aos manos informados, que a partir dos 12 anos qualquer adolescente é responsabilizado pelo ato cometido contra a lei. Eles passam por medidas educativas como advertência, obrigação de reparar o dano, prestação de serviços à comunidade... Mas essas medidas não são cumpridas como deveriam! 
Agora, COMO colocar alguém de 16 anos, dentro de uma prisão, que possui um sistema penitenciário hiper lotado, sem estrutura, onde há tensão, medo, muita violência e constantes rebeliões, um sistema que por alguns é considerado uma " escola de crime" que é caso do sistema carcerário brasileiro, é a solução? 
(Este  é o principal ponto, que eu Amanda me questiono! Cara, ele tem 16 anos, ele vai sair da cadeia um dia!!! Sairá bem pior do que quando ele entrou! Mas vamos continuar...)
Para aqueles que dizem que os criminosos maiores de 18 pegam menores de 18 para que estes roubem, porque não vão presos, tenho uma péssima notícia! Agora os maiores de 18 pegarão menores de 16!!! Tcharammm, e aí? Vamos diminuindo, 16, 14, 12...? Sério?? Colocar mais gente no nosso ótimo sistema???
Sabe qual é o maior problema?!?
 O governo, mais uma vez, quer combater o efeito e não a causa! 
A constituição brasileira assegura direitos fundamentais como educação, saúde, moradia... Com muitos desses direitos negados, a probabilidade  de um jovem ter envolvimento com o crime aumenta muito. O adolescente "marginal" não surge do nada, ele é fruto de um estado de INJUSTIÇA SOCIAL  que gera e agrava a pobreza, onde grande parte da população sobrevive. 
Sem contar, que na real os jovens são muito mais vítimas do que os próprios autores da violência. Apenas 0,5% da população jovem brasileira  possui relatos infracionais.  Acontece que quando um jovem é o autor, a repercussão é muito maior! Reduzir a maioridade é simplesmente transferir/adiar o problema. Para o Estado é MUITO mais fácil prender do que educar. Com certeza, essa não é a solução.''(Amanda Rocco, 16 anos, estudante)

''Sou contra a redução da maioridade penal, pois ela apenas agravaria o cenário de abandono aos jovens de baixa renda no Brasil. Ajustar a lei para prender infratores de 16 anos não é uma solução para a violência que nos cerca. Pelo contrário, ela pode causar a degradação precoce de crianças. Afora que o sistema carcerário do país não comporta o número de detentos que possui, além de não reinseri-los na sociedade. Para se reduzir a criminalidade, é necessário investir na educação, pois só com um ensino básico, fundamental e médio de gratuito de qualidade, é possível se transformar a sociedade. Redução não é a solução!'' (Júlia Moura, 19 anos, estudante de jornalismo da usp/ECA)

  O ponto que quero chegar aqui, são os meios que levam o menor infrator a praticar tal ato, e que esses meios grande parte são culpa do governo SIM! Desse sistema desigual, que, enquanto houver desigualdade social (ou qualquer tipo de desigualdade) vai haver sim, violência, Cabe ao Estado claro, e a sã consciência das pessoas) educar e cooperar com a educação e assistências humanas necessárias para que um ser humano seja digno de se constituir um cidadão normal, justo e igualitário.
  O link do site que mostra 18 motivos para ser contra a redução da maioridade penal é esse daqui: https://18razoes.wordpress.com/quem-somos/
  Deixe sua opinião aqui embaixo, contando o que achou, lembrando que aqui o foco é interação e não a discussão/brigas e/ou ofensas entre leitores. Um beijo e até mais!!















quinta-feira, 25 de junho de 2015

Resenha do livro: ''A revolução Dos Bichos'', de George Orwell


 
    Nesse último mês li o livro ''A revolução dos bichos'' e confesso que já um dos meu preferidos! Ele conta a história dos bichos da Granja do Solar (que falam, pensam..) que cansados de serem explorados pelos humanos decidem tomar posse da fazenda que vivem e se rebelam contra seus donos com o objetivo de instituir um ''sistema'' mais igualitário para todos os membros da granja, seguindo o slogan ''Quatro pernas bom, duas pernas ruim''.
   Porém, efetivamente alguns bichos, particularmente os porcos, mais inteligentes, começam a usufruir de privilégios e conquistas que os outros animais nem sonham em ter, reinstituindo aos poucos o lema opressor que diz: ''Todos os bichos são iguais, mas alguns bichos são mais iguais que outros''. Só pelo contexto da frase já dá pra perceber o que vai acontecendo ao longo da narrativa.
  O livro foi escrito no contexto da Guerra Fria, pelo escritor indiano George Orwell (pseudônimo de Eric Arthur Blair) e foi proibido na época por muitos países, inclusive até hoje, ele é proibido em países como a Coréia do norte. O autor quis passar aos leitores a visão do ''mito soviético'' numa história que fosse de fácil compreensão e traduzida por diversas línguas transmitindo a teoria de Marx do ponto de vista dos animais.
  Minha crítica é super positiva em relação ao livro, pois apresenta uma linguagem leve, fluida e de fácil entendimento, e que faz você refletir realmente toda essa questão de igualdade, e mundo cooperativo que na realidade não tem como existir, pois sempre alguns animais serão mais iguais do que outros; este é um livro que toda pessoa com certeza deve ler, porque além de mostrar metáforas históricas sobre o período da Guerra Fria, da antiga URSS, a história em si é muito interessante e envolvente relatando também fraquezas humanas, corrupções e traições, o que fazia eu querer acabar logo com o livro.
 Bom pessoal, essa foi a resenha de hoje, espero que tenham gostado e me contem aqui nos comentários o que acharam, se já leram esse livro ou tem vontade, ou se já conhecem algum outro título do autor! Um beijo, até mais!!



terça-feira, 23 de junho de 2015

Resenha: Batom Long Last Soft Matte Lipstick, da Clinique



 Oii gente!! Recebi nessa semana, dois produtos incríveis da campanha publicitária ''The Insiders brasil'' da Clinique, que está promovendo o batom Long Last Soft Matte Lipstick, #voudematte, um batom que promete durar o dia todo, tem cobertura cremosa e matte, livre de ressecamento e que não descama os lábios!
 Usei o batom pela manhã toda, e já notei a diferença logo quando passei. Por não possuir cheiro nenhum, esse batom não deixa aquele gosto de quem realmente ''passou'' batom que é bem enjoativo, além de que é um batom super duradouro, um acabamento muito bom e a cobertura matte é bem suave como o próprio nome já diz ''Soft Matte''. A campanha conta com várias cores vibrantes, todas de fórmula matte e cremosa, e a que recebi foi a cor número 48 (matte petal) que é esse daqui da foto:

#voudematte #theinsidersbrasil
   Além desse batom eles enviaram também uma nécessaire exclusiva da linha, um rímel que é o ''Clinique Lash Power'' que é uma máscara que espalha o produto cílio á cílio, e não deixa os cílios grudarem e nem fazer aquelas bolinhas de excesso do produto; o pincel é muito bom, de fácil aplicação e pode ser usado por qualquer pessoa já que todos os produtos da marca são 100% sem perfume e é testado contra alergia!  já usei o rímel também, e gostei bastante e logo logo comprarei a versão maior.




 O produto ficou famoso após uma parceria que a Clinique fez com o Alexandre Herchcovitch na São Paulo Fashion Week, que acabou virando item indispensável para as amantes de maquiagem. Muitas blogueiras já estão falando e resenhando sobre esse batom, e espero que vocês tenham gostado da dica de hoje, e me contem aqui nos comentários o que acharam da resenha, se vocês já conhecem esse produto, ou ficaram na vontade de adquirir, que eu vou adorar saber! E quero agradecer também a ''The Insiders Brasil'' e a Clinique pela parceria! Um beijo e até mais!!
















domingo, 21 de junho de 2015

Essa coisa de ''perfeição''



   "Pessoas perfeitas não existem. Somos apenas seres humanos procurando por alguém que aceite nossas imperfeições." É gente, pessoas perfeitas não existem, nunca existiram, mas em nossa sociedade ainda tem muuuuitas que se auto afirmam ''perfeitas'' que possuem aquela necessidade incrível de sempre fazer com que o outro se sinta mal, ou inferior, por não serem iguais a elas, mas cá entre nós, esse é o pior tipo de pessoa existente, e é tão bom não ser igual a ninguém...
   Essa coisa de querer ser perfeito em tudo, 24 horas do dia, seja nos estudos, nos relacionamentos, com os amigos..., a pessoa só pensa em ter tudo do jeito dela, e na perfeição dela. E pra que tudo isso? Se o que existe de perfeito são os momentos alegres e descontraídos que você nem se toca que foram perfeitos! Não busque ''pessoas perfeitas'' busque pessoas que te valorizam e que acima de tudo te respeitem.
   Claro que sempre queremos que tudo saia perfeito, somos humanos, buscamos essa perfeição dia após dia, mas quando isso vira uma obsessão infinita e não uma maneira de te impulsionar positivamente, isso acaba te tornando chato, pessoas perfeitas são chatas; ter tudo na mão e ficar de mimimi, mais chato ainda, não dá aquele gostinho de aventura que pessoas ''não perfeitas'' tem. Precisamos de pessoas com brilho nos olhos mesmo com dificuldades, e não de pessoas com olhares perfeitos e invejosos.
    Pessoas não são perfeitas, assim como a vida não é perfeita, relacionamentos e amizades não são perfeitos, todos possuem seus altos e baixos. Esquece essa coisa de ''contos de fadas'', isso tudo é enganação da mídia pra te fazer sonhar e idealizar cada vez mais com essa perfeição que não vai levar a nada mesmo. Se concentre na realidade: a vida é imperfeita, é o equilíbrio que ela tem que ter em nossas vidas gente! Nada vai está sempre 100% perfeito. E não somos nós que escolhemos assim, infelizmente. Você ainda vai amar, vai beijar, vai rir, vai errar, vai acertar e errar novamente, vai perdoar e ser perdoado, vai cair e levantar várias vezes, porque é isso que pessoas normais fazem.
   Se você ta ai lendo isso, busque o que há de feliz na sua vida e não perfeito, querer ser perfeito, é um perfeito erro, você se auto idealiza tanto que sufoca o outro com essas pequenas perfeições. Todos temos nossos defeitos, desarmonias, desajustes...Mas o que é melhor: ser normal por fora e maduro por dentro, ou perfeita por fora e podre por dentro? Agora se você quiser continuar com essa históra toda de ser perfeito, tudo bem, você vai ser um, mas como já dizia Dercy Gonçalves: ''Um perfeito idiota''      Um beijo e até mais!!
''O mundo não precisa de pessoas perfeitas, mas sim de pessoas com o amor no coração...''

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Top 5: Lugares de SP



    Morar na maior cidade do país têm lá suas vantagens, dentre elas conhecer lugares incríveiiiis que você pode ir á qualquer hora e lugares de diversos tipos, pra todos os gostos! Fiz uma lista de 5 lugares que mais gosto de São Paulo e espero que vocês gostem, e para os que não moram aqui, quando tiverem a oportunidade de vir não deixem de conhecer esse lugares! Bom, então aqui vai:

1- Avenida Paulista:



  Uma das avenidas mais famosas da cidade (se não for do país), a Avenida Paulista é um lugar que possui de tudo um pouco, museus (como o masp), diversos restaurantes, bares, lojas, shoppings, e muita, MUITA gente! Ô lugar que sempre está cheio! O parque trianon que fica beeem próximo é um dos lugares que mais gosto porque transmite uma paz, tranquilidade e liberdade que só quem vai lá sabe do que estou falando! Se você estiver passando pela paulista não deixe também de dar uma passada na Livraria Cultura do Conjunto Nacional que é encantadora e imensa, juro! Se você procura uma Avenida que têm de tudo um pouco, uma paisagem linda (se você gosta de arquitetura e prédios) e gente de vários lugares, a paulista é o lugar certo!


2- Instituto Tomie Ohtake:



  O Instituto Tomie Ohtake tem como proposta trazer as grandes tendências da arte nacional e internacional. No ano passado estive na exposição: ''Obssessão Infinita'' da artista Yayoi Kusama, que foi muito bem organizada e a exposição era muito linda e única, tirando o fato de estar muuito cheio! Se você gosta de um lugar com artes mais contemporânes esse é o lugar certo! Aqui está o link da programação completa deles: http://www.institutotomieohtake.org.br/inicio/index.html


3- Museu do futebol:



  Se você é o tipo de pessoa que está pensando: ''ai, lá vem ela com isso de futebol, não quero saber...'' PARA! Porque esse museu antes de ser sobre futebol é sobre o povo brasileiro gente!
Cercado de história, seja do próprio futebol, ou de cada jogador que representa o futebol brasileiro que é muito valorizado no mundo, a história, os costumes, e comportamentos culturais do século XX estão todos lá! Além de ser um ambiente agradável possui diversas atividades lúdicas para todas as idades. Localizado no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, conhecido com Estádio do Pacaembu, o museu é uma iniciativa do Governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo, então se você ainda não conhece dê uma chance ao futebol, garanto que vai gostar!
Para saber dos horários de funcionamento, e do ingresso acesse aqui: http://museudofutebol.org.br/


4-  Catedral da Sé:



  Além de ser um lugar incrível para os devotos cristãos, a catedral apresenta uma estrutura gótica que vale a pena conhecer. O lugar é muito legal pra fotografar e pra comprar lembrancinhas pra quem não mora aqui, se você ainda não conhece, dá uma passadinha lá pela manhã ou a tarde pra aproveitar a luz do dia pra ver a paisagem e para as fotos saírem mais naturais. Está localizado na Praça da Sé, no centro de São Paulo.


5- Parque Ibirapuera:



   Ideal para diversos gostos, seja pra quem gosta de se exercitar, relaxar, visitar exposições, ou pra sair do barulho do dia a dia e andar de bike por exemplo. O lugar é lindo, enorme e garante boas fotos e lembranças de tranquilidade! A infraestrutura é muito boa e eles possuem até Escola de jardinagem e um museu Afro-Brasil! Tem também o MAC (museu de arte contemporânea), que é um lugar bastante frequentado e com uma paisagem espetacular! Então se você ainda não conhece, vale muito a pena ir lá pra passar a tarde, ver as feirinhas que ás vezes aparecem de fim de semana e algumas apresentações culturais. Os horários dependem do portão que você for entrar mas existem portões que abrem as 5 horas da manhã e fecham á meia noite, então o horário é bem flexível, o que facilita a visita também. A programação, horários, e localização você encontra aqui: http://www.parqueibirapuera.org/

 Bom gente, poderia ficar aqui citando diversos lugares dessa cidade que amo tanto! Mas espero que tenham gostado, deixem a opinião de vocês aqui, e me contem se já visitaram esses lugares ou se gostaram e tem curiosidade de conhecer! Um beijo, até mais!!